Topo
Blog do Chico Barney

Blog do Chico Barney

Marcos Pasquim vive Pescador Parrudo novamente, 15 anos depois de Kubanacan

Chico Barney

01/08/2018 21h10

Old Man Parrudo (Foto: Divulgação)

Quem acompanha a novela "Orgulho e Paixão" teve a oportunidade de prestigiar uma criativa maneira de promover a estreia da nova novela das 19 horas, "O Tempo Não Para". Os personagens de Natália Dill e Thiago Lacerda na trama de época das 18 horas fizeram referências ao naufrágio do Albatroz, navio que levava a família que agora protagoniza o horário posterior.

Além de chamar a atenção de imprensa e internautas, a medida reforça a teoria de que todas as novelas da Globo ocorrem em um mesmo universo narrativo – o famigerado Globoverso. Escrevi a respeito em setembro do ano passado. Com "O Tempo Não Para" e "Segundo Sol" ocorrendo em diferentes estados da federação, nada impede que também existam laços entre ambas as histórias.

Mas causou comoção a estreia de Marcos Pasquim no segundo capítulo da novela de Mário Teixeira. Na pele do biólogo Marino, ficou difícil não observar algumas semelhanças com o inesquecível Esteban Maroto – o Pescador Parrudo de "Kubanacan". A genial saga de Carlos Lombardi se passava em uma fictícia ilha do Caribe durante os anos 1950.

Olhando bem, Kubanacan lembra um pouco Boiporã (Foto: Reprodução)

Com viagens no tempo e sósias malignos, "Kubanacan" mantém intacto seu status de cult. Era uma mistura saborosa de folhetim com ficção científica, além de um divertido comentário sobre questões políticas e sociais do Brasil pós-bug do milênio. Inclusive acho uma grande falta de bom senso por parte da Globo evitar a reprise até hoje. Tinha que ficar no ar para sempre, mais ou menos como acontece com o Chaves no SBT, o Paulo Gustavo no Multishow ou a Leilane Neubarth na GloboNews.

Pois muito que bem: apesar de ter aparecido pouco, Marino já deu indícios que tem muitas similaridades com o saudoso Pescador Parrudo. Aguardo ansioso pela revelação de que o ermitão na verdade é Esteban Maroto. Será que o personagem ficou congelado durante décadas no Caribe e também encalhou no Guarujá? Ou seria algum filho do Dark Esteban buscando vingança?

Não espero nada menos do que essa justa homenagem para celebrar os 15 anos da estreia de "Kubanacan".

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Chico Barney