Topo

Ex-jurado do "Programa Raul Gil" cobra 30 reais para visitar sebos com fãs

Chico Barney

03/08/2018 09h42

Régis & Raul (Foto: Reprodução/SBT)

O financiamento coletivo é uma das febres da nova era, com autores de livros, músicos e toda sorte de artistas recorrendo ao público para viabilizar seus trabalhos. Como moeda de troca, são oferecidas vantagens para quem contribui com seu suado dinheirinho. Como a audiência que é engajada a ponto de entrar nesse tipo de sistema costuma ser composta por fãs fervorosos, nem sempre bens materiais são suficientes. Oferecer experiências exclusivas costuma ser uma opção muito mais atraente.

Creio que foi pensando nisso que Régis Tadeu montou seu projeto. O jornalista é um decano crítico musical que ganhou certa notoriedade por conta da revolta infantil com que fala sobre o que não gosta – em especial músicas brasileiras de cunho popular. Tanto que passou a ser presença frequente em atrações sofisticadas como o "Superpop" da RedeTV! e o "Programa Raul Gil" no SBT.

Depois de ser jurado e também viver o personagem Professor Bode Velho Satanás no clássico quadro do "banquinho", o entusiasta do rock passou a causar certa comoção no YouTube. "Regis Tadeu fala mal de Miley Cyrus e Raul Gil a defende" e "Regis Tadeu critica duramente Restart e Luan Santana" são trechos da TV que viraram vídeos bem sucedidos na plataforma de compartilhamento de vídeos lamentáveis do Google.

Creio que tenha sido o estalo para que Tadeu criasse um canal próprio, mantendo o tom caricato que lhe garantiu alguma atenção. Depois de quase um ano de vídeos sem muita frequência, tratando de temas corajosos como "Detesto a voz do Pabllo Vittar e não sou homofóbico", "Sucesso internacional de Anitta é uma farsa" e "Carnaval é festa de gente morta por dentro", o monstro sagrado da opinião contundente resolveu lançar um plano de assinaturas e recompensas.

Trecho do documentário "Régis Tadeu fala que o Rock in Rio nunca foi um festival de rock" (Foto: Reprodução/YouTube)

Com 26 mil inscritos no YouTube e outros 11 mil no Twitter, Régis preparou experiências adoráveis para a entusiasmada base de fãs.

Você e Régis no Facebook (10 reais por mês): Seja incluído em um grupo secreto do Facebook com o Regis, onde você terá interação contínua com ele, e acesso a conteúdo exclusivo em vídeo e texto, apenas para quem assinar o plano!

Ainda tenho dúvidas se esse plano demonstra um excesso de autoestima, por considerar que alguém pagaria uma grana para aproveitar um "meet & greet" virtual com ele, ou uma completa ausência de autoestima, uma vez que esse valor é de apenas 10 reais.

Você decide! Mas só uma vez por mês (15 reais por mês): Os assinantes desse plano, além do acesso ao conteúdo secreto do Facebook, também podem escolher o tema de um vídeo por mês! Os assuntos ficam na fila de pauta, serão feitos em ordem de chegada e apenas se o assinante estiver ativo.

Régis quer cobrar para ouvir sugestões da audiência, uma das prerrogativas mais básicas de quem cria conteúdo na internet. Com a vasta oferta de pessoas interessadas em opinar, se o modelo de negócio proposto pelo jornalista funcionar, seu canal vai valer mais que a Apple em questão de semanas.

Régis vai às compras com você (30 reais por mês): Aqui, além do acesso ao grupo exclusivo, do direito de escolher o assunto de um vídeo por mês enquanto sua assinatura estiver ativa, todo mês 3 ASSINANTES deste plano serão sorteados para ir às compras nas melhores lojas e sebos de discos com o Regis! Ele vai te acompanhar, conseguir descontos e te ajudar a escolher as melhores obras musicais já gravadas! Atenção, são apenas 3 pessoas por mês, e só participam do sorteio assinaturas ATIVAS! Se você não mora em SP, o deslocamento é por sua conta.

É simplesmente um consórcio para viver a aventura de ser amigo do Régis durante alguns minutos. Confesso que fiquei muito curioso com a proposta, pois adoraria vê-lo negociando valores com donos de sebo. Creio que o desconto mínimo para o passeio valer a pena seja de 30 reais.

O projeto inicial ainda contava com outra ousada recompensa: apresentar o "programa" com o Régis no YouTube, ao custo de R$ 1.000,00. "Diretamente da minha casa, dispondo de todo esse material (CDs e vinis). Uma turnê pela minha casa." O conceito causou tanto espanto na audiência que acabou saindo de linha.

A quem interessar possa, nosso herói explica direitinho como fazer para apoiar a causa em um vídeo nota 10 no YouTube. O auge da produção, se o amigo leitor me permite informar, é o momento em que o agente explica o passo a passo para contribuir enquanto a iluminação impede que o telespectador consiga entender o que diabos está acontecendo.

Veja como é simples (Foto: Reprodução/YouTube)

Régis Tadeu é um desses personagens fundamentais para a fauna do showbiz brasileiro. Espero que consiga muito mais do que os 9 apoiadores que conquistou ao longo das últimas 2 semanas, e que continue apresentando suas opiniões bravamente incipientes para um público cada vez mais apaixonado.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Chico Barney