Topo
Blog do Chico Barney

Blog do Chico Barney

Virou piada: publicidade trata Xuxa como subcelebridade

Chico Barney

13/08/2018 08h59

Xuxexo! (Foto: Reprodução/YouTube)

Tem esse episódio dos Simpsons, que se tornou um dos clássicos da longeva série animada da Fox, no qual Bart começa a trabalhar como ajudante do palhaço Krusty. Um belo dia, o rapaz faz alguma trapalhada que estraga acidentalmente o cenário do programa e fala ao vivo: "eu não fiz isso!" A frase se torna um bordão popular e Bart fica tremendamente famoso, chegando a gravar discos, participar de talk shows e tudo mais.

Xuxa é famosa por bem mais do que uma frase, e construiu sólida carreira ao longo de mais de 3 décadas. Mas dentro desse período, houve um auge difícil de replicar, por ela própria ou qualquer outro artista. Durante boa parte dos anos 80 e 90, ela era a apresentadora infantil mais popular do país, ícone do sucesso da Globo, influenciando gerações com suas músicas, seus jogos e suas gírias pitorescas.

Chegou um ponto em que a repetição excessiva de "eu não fiz isso" acabou levando Bart Simpson de volta ao anonimato. Xuxa precisou de muito empenho para se reinventar depois que perdeu o apelo para as crianças do futuro. Virou uma espécie de embaixadora do funk carioca para a família brasileira, ouviu revelações íntimas de artistas e depois foi pra Record.

"Bart fica famoso", da quinta temporada de "Os Simpsons" (Foto: Reprodução)

Com o fracasso de um programa solo meio aos moldes de Hebe Camargo, passou a apresentar um formato enlatado parecido com o "Dança dos Famosos" do Faustão. Maria da Graça Meneghel foi destituída de seu trono e agora caminha livremente entre os meros mortais. Outrora celebrada em prosa e verso, a Rainha dos Baixinhos viu sua estatura diminuir drasticamente.

Mas a publicidade aproveitou o momento de 'baixa' da apresentadora para esboçar toda aquela criatividade típica do meio. Como se fosse a Gretchen, Xuxa passou a estrelar comerciais em que é o alvo da piada. O mote costuma ser sempre parecido, pegar a memória afetiva dos adultos carcomidos pelo tempo que cresceram assistindo ao "Xou da Xuxa".

A Netflix foi pioneira ao usá-la para lançar "Stranger Things", que se passa nos anos 80, e todo mundo gostou da peça. E se todo mundo gostou, é claro que o publicitário vai usar até acontecer o mesmo que acometeu Bart Simpson, a mais completa exaustão. Saber rir de si mesmo é mais do que uma qualidade ou uma demonstração de espírito esportivo –hoje em dia é uma questão de sobrevivência. Que seja eterno enquanto dure.

Eleven prestigia Xuxa no comercial que "relançou" a apresentadora para o mercado publicitário (Foto: Reprodução/Netflix)

Apesar da situação denotar um status de subcelebridade para Xuxa, como se tudo o que ela tivesse para oferecer fosse a nostalgia de 30 anos atrás, ela está em evidência de uma forma que não acontecia há tempos. Se não estiver no elenco da próxima temporada de "A Fazenda", talvez consiga pelo menos uma participação em videoclipe da Katy Perry.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Chico Barney