Topo

Modelo aproveita fim da Playboy no Brasil para posar nua em outros países

Chico Barney

30/08/2018 01h43

A coelhinha está no topo do mundo (Foto: Divulgação)

Talvez os mais jovens não lembrem, mas na minha época tinha um jogo de tabuleiro chamado "War", que quer dizer guerra em inglês. Era uma divertida propaganda imperialista, onde o grande barato era conquistar territórios e provar que tinha mais inteligência que os primos naquelas entediantes noites chuvosas de verão.

Katiely Kathissumi está jogando "War" com a mídia impressa mundial. Conforme o tempo vai avançando, a exuberante modelo baiana invade novas praças com seu gingado sensual. Ela teve a honra de estampar a capa da última Playboy brasileira da história, na edição de verão de 2017-18, ao lado de outras 4 coelhinhas.

Antes disso, havia participado do concurso "Preferência Nacional" promovido pela revista em 2012, quando debutou seus 106 centímetros de quadril na grande mídia. Nos idos de 2015, foi musa do Esporte Clube Bahia. Dois anos depois, já atuava como coelhinha oficial, marcando presença em eventos da marca.

O  fim da publicação no país poderia significar uma interrupção abrupta no seu grande sonho de continuar posando nua para a Playboy durante os anos seguintes. Mas nossa heroína sabia que era possível transformar um cenário de crise em oportunidade.

Se o Brasil ficou pequeno demais para suas voluptuosas pretensões, Kathissumi tratou de posar para as edições da Playboy que ainda sobrevivem em outros países. Com a graça do bom Deus, tive a oportunidade de fazer uma entrevista exclusiva com a obstinada cidadã do mundo.

Para as revistas Playboy de quais países a senhora posou? E de quais foi capa?

Brasil, Espanha, África do Sul, Itália.

Como foi o processo para chegar até essas publicações? As editoras viam um ensaio e entravam em contato?

Sim, acredito que os trabalhos e campanhas que eu participava davam uma visibilidade enorme, então os interessados entravam em contato com minha assessora se mostravam bem interessados na baiana… (risos) E assim foram surgindo as capas e ensaios…

 

"Are you thinking that Bahiana is joking here?", arriscou Katiely no post em que celebrava a capa da Playboy na África do Sul (Foto: Divulgação)

A senhora tem um contrato com a Playboy? Como funciona isso?

Eu sinceramente sou leiga pra essas coisas, faço o que minha equipe me direciona, melhor pessoa a responder isso seria minha assessoria…

Vi em alguns posts seus que sempre foi um sonho posar para a Playboy. Como é conquistar tanto espaço no mundo inteiro?

Sim, sempre tive esse sonho e nunca escondi. Acho que a Playboy é a quebra do tabu de que mulher ser sensual é ser vulgar [sic]. Hoje realizei meu sonho de posar em uma revista de tamanha referência e demonstrar que a baiana tem pimenta, sendo sexy sem ser vulgar.

Qual a opinião da senhora sobre o fim da Playboy no Brasil?

Sou meio complexa e se eu fosse citar detalhadamente aqui, esse texto iria ficar enorme, mas resumindo, sou totalmente contra, e acho que nunca deveria ter um fim, não só no Brasil mas em lugar nenhum no mundo [sic].

"Realizar um sonho uma vez é maravilhoso, agora quatro vezes é surpreendente", escreveu ao anunciar sua capa para a Playboy espanhola (Foto: Divulgação)

Quais capas brasileiras eram sua grande inspiração?

Tem muitas, mas da Sheila Carvalho foi um ensaio sensacional.

Quais características a senhora acha que encantaram os leitores e editoras ao redor do mundo?

Tenho dito, posar na Playboy sempre foi o sonho, e desde o momento em que comecei a trabalhar como modelo fui atrás disso. Acredito que se você tem honestidade, simpatia, humildade, carisma, você conquista o mundo! Eu posso subir a escada da vida, mas nunca vou esquecer que comecei no primeiro degrau lá embaixo. A baiana é arretada e jamais vai perder o sabor do dendê com pimenta… (risos)

"Poucas brasileiras tiveram a honra de fazer parte da história da PLAYBOY Itália. Mas foram mulheres do naipe de Claudia Ohana e Sonia Braga, mulheres lindas, talentosas, inesquecíveis. E eu agora estou entre elas!", garantiu a coelhinha (Foto: Divulgação)

A beleza imigrante de Katiely Kathissumi certamente há de conquistar novos territórios muito em breve. O Blog do Chico Barney firma compromisso com a sociedade e promete que continuará ligado nas novidades diretamente do Instagram da modelo.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Chico Barney