Topo
Blog do Chico Barney

Blog do Chico Barney

Fãs de Silvio Santos precisam amadurecer e reconhecer os erros do ídolo

Chico Barney

17/11/2018 11h59

O dono de um baú cheio de discórdias (Foto: Reprodução)

PASSAMOS boa parte da infância acreditando que nossos pais, assim como os heróis do cinema e dos quadrinhos, são seres dotados de uma sabedoria absoluta. Infalíveis, possuem respostas certas para todas as questões mais palpitantes em nossos imberbes coraçõezinhos.

O primeiro grande rito de passagem para o amadurecimento de um cidadão reside na descoberta de que boa parte dos adultos está tão suscetível a erros quanto qualquer jovem distraído. Quando conhecemos as falhas de nossos pais, que são pessoas de carne e osso, passamos a entender que não existe uma fórmula mágica para a vida adulta. É tentativa e erro, aprendendo com as experiências que se acumulam ao longo dos anos.

Causa espanto a reação infantil dos fãs de Silvio Santos frente aos recentes equívocos lamentáveis perpetrados pelo decano "peru que fala". Como se estivessem ainda na mais tenra das inocências, gente grande e bem sucedida, incluindo aí funcionários e familiares, tentam barbarizar qualquer pensamento crítico a respeito das ações de Senor Abravanel com os argumentos mais pedestres.

Como alguém ousa reclamar da postura de um gênio, o apresentador mais popular deste país, um herói para várias gerações, empresário poderoso e de atordoante sucesso?

A paixão causa cegueira. O sucesso e o carisma de Santos não fazem dele impermeável a vacilos clamorosos. Ao garantir que o ídolo encontra-se acima de noções como o bem e o mal, seus defensores perdem a oportunidade de humanizar o mito dessa caverna. E aprender com isso.

Desavenças em campanha beneficente (Foto: Reprodução)

Silvio Santos deve pedidos de desculpas a Claudia Leitte e muitos outros convidados que tratou de maneira deprimente. Já os fãs, ao menos aqueles que não conseguem compreender os efeitos positivos de uma crítica, deveriam intensificar as discussões sobre "daddy issues" na terapia. Está na hora de crescer.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002