Topo
Blog do Chico Barney

Blog do Chico Barney

Mazzafera fala sobre fim do Vídeo Show e revela se continua na Globo

Chico Barney

15/02/2019 13h56

Atenção: este não é um texto sobre a Grazi (Foto: Reprodução)

Matheus Mazzafera é um dínamo da era digital. Amigo das grandes celebridades e um notório jet setter, investe há tempos na função de comunicador, com cada vez mais sucesso.

Depois de participações no Pânico na Band e da apresentação do programa Conexão Models na RedeTV!, conseguiu se estabelecer de forma consistente graças ao excelente Hottel Mazzafera, canal no YouTube em que usa seu networking a favor do bom entretenimento. O projeto serviu de alavanca para alçá-lo ao Vídeo Show, programa em que fazia entrevistas com globais.

O apresentador também vai participar da transmissão ao vivo do Festival CarnaUOL amanhã.

Leia a seguir um importante diálogo que este Albbergue Barney estabeleceu recentemente com o senhor doutor Matheus.

"Hottel Mazzafera" é um grande sucesso no YouTube, com vários convidados especialíssimos desnudando a própria alma em cada episódio. Qual foi a história mais escabrosa que não foi ao ar?

Todas as histórias já foram ao ar. E, inclusive, o que mais prezo é pelo conforto dos meus convidados. Claro que já ouvi muitas confissões, como pessoas que já se envolveram com outras e não queriam revelar isso porque daria uma grande repercussão na imprensa. Assim como vários segredos que escuto, mas que se pedem pra tirar, mesmo depois de termos gravado, eu retiro a parte a qual possa deixar meu entrevistado desconfortável. Meu canal tem uma grande visibilidade e não quero que uma entrevista gere um clima ruim. Meu foco são bons conteúdos, contar histórias que inspirem, com um bate papo descontraído e com informação.

Existe algum famoso que não topou participar do programa? Quem é o sonho de consumo do senhor?

Não teve. Já entrevistei todos que eu queria e sonhava, sendo eles: Silvio Santos, Ivete, Anitta, Neymar, entre muitos outros. No início, por causa da agenda, era mais difícil conciliar tudo com eles. Mas, hoje em dia, devido o grande crescimento do canal, também recebo pedidos de gravação. Tenho percebido, há muito tempo, que o canal se tornou um espaço de credibilidade e que muitos artistas querem ir pra falar de seus projetos. Isso me honra!

As limitações do horário eram um empecilho para a versão exibida no Vídeo Show? Aquele desafio da água com gás não era muito emocionante…

Há uma diferença, significativa, entre a televisão e a internet, o que não é algo ruim, mas sim questões especificas de cada formato. A TV, principalmente pelo horário em que meu quadro era exibido, tinham coisas que podiam ser faladas, mas não aprofundadas. Já no meu canal, é diferente, e o próprio público reconhece que não são em todas as mídias que conseguimos ou podemos falar da mesma forma. E isso tem um lado muito positivo: a possibilidade de explorar variadas formas de entrevistar alguém. Gosto dessa versatilidade que os formatos proporcionam na hora de explorar um assunto.

Na cama depois do almoço é siesta (Foto: Reprodução)

Qual a opinião do senhor sobre o fim do Vídeo Show?

Primeiramente, na vida, acredito no valioso poder dos ciclos, isto é, começo, meio e fim. Mas sempre um acumulo de aprendizados que nos permitem crescer como pessoas e profissionais. Estive em um programa muito querido pelo público e com 35 anos de existência. E hoje isso faz parte da minha história. Durante o tempo em que estive no Vídeo Show, meu quadro cresceu na grade e foi exibido muito mais vezes do que inicialmente eu havia pensado. Então sou grato pela oportunidade. Que venham novos desafios, pois a TV é uma grande paixão.

O senhor continua contratado da TV Globo? Possui novos projetos previstos para a televisão?

Eu amo televisão, na verdade, a comunicação. Está na minha veia! Por enquanto não consigo adiantar muita coisa, mas estou ansioso por um novo projeto. Continuo contratado da Globo e sou completamente feliz nos dois formatos. Para mim são importantes os dois lugares, a internet e a TV.

O especial de verão do canal é uma mistura de Olimpíadas do Faustão com o canal do Kondzilla. Funkeiros famosos competindo em várias gincanas. Como está sendo a experiência?

Meu canal tem 54 milhões de visualizações por mês. Vou bater logo 5 milhões de inscritos. Sou muito realizado e feliz. Sobre os funkeiros, estou apaixonado por todos eles. Fico surpreendido a cada entrevista com um MC, pois seus discursos também acolhem. Assim como eles querem falar de sua arte, suas causas e sentimentos, também quero expressar sobre minhas lutas e desabafos em relação as questões da sociedade LGBTQI+. Juntos somos verdadeiros irmãos que se respeitam. A experiencia de tê-los no canal não poderia ser melhor. É aprendizado e risadas garantidas! Eles têm um ótimo astral.

Trinca de ases (Foto: Reprodução)

O senhor comandou a primeira fase do Conexão Models junto com Renata Kuerten. A atração da RedeTV! é bastante criticada pela forma como expõem os corpos dos participantes. O que acha desses comentários e do rumo que o programa tomou?

Com a correria das gravações e viagens, não consegui acompanhar tanto o programa, mas desejo muito sucesso a todos e, claro, sou grato pela oportunidade que vivi na emissora. Além disso, tenho um carinho enorme pelo Marcelo de Carvalho, o Eli Hadid e, também, o Amilcare.

Prestigie o trabalho de Mazzafera no YouTube:

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Chico Barney