Topo
Blog do Chico Barney

Blog do Chico Barney

5 motivos indiscutíveis para se apaixonar completamente por Los Hermanos

Chico Barney

2018-04-20T19:15:22

18/04/2019 15h22

Falta um mês para chegar a São Paulo a mais aguardada turnê de 2019, com o fenomenal retorno da banda Los Hermanos. Como tudo o que faz sucesso neste país, a boa vontade dos músicos cariocas para com seus próprios fãs causa discórdia nas redes sociais. Muitos acusam o conjunto musical de não ser tão agradável assim aos ouvidos, outros culpam nossos heróis de terem feito o rock nacional perder uma guerra cultural contra a MPB e a música eletrônica dançante.

Sabem de nada!

Reúno abaixo 5 motivos plenamente razoáveis para todo mundo amar Los Hermanos.

INVENTARAM A BARBA PARA JOVENS

Segue o fio (Foto: Reprodução)

A garotada de hoje não faz a menor ideia, mas no limiar do século 21 a barba era coisa de sindicalista ou Papai Noel. A autorização para jovens de qualquer idade ou classe social usarem o aparato capilar surgiu com o advento do disco "Bloco do Eu Sozinho", de 2001. Brigando com a gravadora e evitando o uso de refrões, traumatizados após regravação de "Anna Julia" por Frank Aguiar, deixaram crescer a barba para transparecer a personalidade atormentada. Azar das lâminas de barbear.

A PERFEIÇÃO POP CARIOCA PRÉ-ANITTA

Quando Anitta era Larissa (Foto: Reprodução)

Teve um período bastante específico da história mundial em que Los Hermanos foi a mais bem acabada tradução do pop carioca. Primeiro com aquele hardcore melódico que encantava os rapazes de condomínio, insistentes no hábito de vestir preto sob o sol escaldante da zona sul. Depois, com a modernização do sambinha universitário, uma incorporação cultural pós-lounge bossa nova, um negócio meio Putumayo Records.

E finalmente na degradação simbólica do chatíssimo último disco, jogando a música do Rio do Janeiro em uma caçamba de onde só seria resgatada com os primeiros arrasa-quarteirões de Anitta no começo da década seguinte. "Proposta" e "Eu Vou Ficar", entre outras, eram a negação completa e absoluta de Los Hermanos. O processo se completou recentemente, quando Anitta gravou com Caetano Veloso e anunciou um possível disco de bossa nova.

LEGIÃO URBANA SEM MESSIANISMO

Sem ousadia nem alegria (Foto: Reprodução)

Muitos comparam Los Hermanos com Legião Urbana, muito por conta da devoção dos fãs de ambas as bandas. Só que enquanto a Legião tinha em Renato Russo uma figura messiânica, que cantava "todos os dias quando acordo / não tenho mais o tempo que passou", a turma de Marcelo Camelo está mais preocupada em ver o tempo passar. Los Hermanos acabou com a ideologia na música popular brasileira, deixando espaço para todo mundo pensar apenas nos próprios problemas.

ELES SÓ APARECEM DE VEZ EM QUANDO

Not another ex-BBB! (Foto: Reprodução)

Alguns artistas tomam conta de todos os espaços na mídia mesmo quando amargando uma fase no ostracismo, mas Camelo, Amarante, Medina e Barba tomaram um chá de sumiço com gosto e só retornam de vez em quando, sempre com aquela discrição espetaculosa. Enchem shows, viram assunto, mas não incomodam o povo brasileiro com um festival de declarações e opiniões sobre qualquer coisa.

AMAR É MELHOR QUE O ODIAR

Ora, se nenhum dos motivos acima tocar seu coração, fica uma dica final. Amar é muito mais gostoso que odiar! A menos que o amigo leitor esteja se referindo à música recém-lançada dos caras, essa eu também achei horrível.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002