Topo
Blog do Chico Barney

Blog do Chico Barney

Romance de Chiclete com Vivi Guedes parece o jogo "transa, casa ou mata"

Chico Barney

24/07/2019 15h01

Reprodução

É cada vez mais fascinante a trajetória do personagem Chiclete (Sérgio Guizé) na novela "A Dona do Pedaço". Só não dá para dizer que é o cidadão mais burro da teledramaturgia por conta da existência de Maria da Paz (Juliana Paes), mas vamos lá.

Trata-se simplesmente do pior matador de aluguel de todos os tempos, que conseguiu não entender direito um briefing. Ao receber a encomenda do assassinato de Vivi Guedes (Paolla Oliveira), o gênio achou que precisava colocar um ponto final na vida de Kim (Mônica Iozzi).

Depois de fracassar duas vezes em sua nobre e equivocada missão, e manter a assessora de digital influencers vivendo impunemente por aí, Chiclete acabou se apaixonando por Vivi Guedes. Uma tragédia que mistura Shakespeare com Vila do Tiririca –mas quem poderia julgá-lo?

Nos capítulos da última semana, o mal entendido finalmente foi resolvido. O mandante do crime esclareceu, de maneira contundente, que é mesmo Vivi Guedes quem Chiclete precisa matar. Chegou a achar que o namoro dos dois não passava de um truque, mas estava errado. Pois todo mundo sempre está errado nessa novela.

Perdidamente apaixonado pela mulher mais fotografada do Brasil, era de se esperar que Chiclete mandasse o contrato às favas e sequer titubeasse no intuito de continuar a viver um grande amor. Mas estamos falando de algo escrito por Walcyr Carrasco, querido leitor. Todo mundo sempre está errado nessa novela.

À meia-noite levarei tua alma? (Foto: Reprodução)

Chiclete passa a viver uma crise de consciência, como naquela frase clássica do Tim Maia: o Brasil é o único país em que traficante é viciado, prostituta se apaixona, cafetã tem ciúme… E assassino de aluguel tem dilema moral.

A trama central de "A Dona do Pedaço" agora é uma espécie de versão televisiva para o jogo "transa, casa ou mata", popularizado enquanto meme da internet. Funciona assim: três opções de pessoas famosas são colocadas na mesa. O interlocutor precisa definir com quem transaria, com quem casaria e quem mataria –hipoteticamente, claro.

Mas a grande inovação aqui é que todas as opções são Vivi Guedes. Chiclete está pensando se transa, como costuma fazer em praticamente todos os blocos do folhetim; se casa, para tirar a má impressão da última vez que a namorada esteve no altar; ou se comete o assassinato da mulher amada, visando única e exclusivamente cumprir o contrato com uma pessoa que ele nem conhece direito.

Que impasse!

Dos absurdos recorrentes na perturbadora novela das 21 horas, este pelo menos está muito divertido de acompanhar.

LEIA MAIS:

É disso que o povo gosta! Vivi Guedes é imoral e indecente

Influencers falam sobre Paolla Oliveira em "A Dona do Pedaço": "não assisto!"

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Sobre o autor

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002